Mercado de Trabalho

Engenharia de Computação, Ciência da Computação ou TI? Entenda as diferenças

janeiro 11, 2019
Tempo de leitura 6 min

Escolher qual o curso superior fazer ao terminar o Ensino Médio não é uma tarefa fácil, não é mesmo? Primeiro, porque esse desafio chega cedo para muitos dos jovens — alguns ainda nem completaram 18 anos quando precisam tomar essa decisão tão importante. Segundo, devido às inúmeras possibilidades de carreira profissional para seguir que estão disponíveis hoje em dia.

A área de tecnologia expandiu-se bastante nos últimos anos e abriu diversas portas para quem deseja percorrer esse caminho. Os salários são atrativos, aparecem novas vagas a cada dia e, mesmo assim, ainda faltam profissionais qualificados — por isso, a procura é bem alta.

Para ajudá-lo, vamos apresentar neste post algumas carreiras na área de tecnologia: Engenharia da Computação, Ciência da Computação ou Tecnologia da Informação. São boas opções para você? Continue a leitura e descubra de uma vez por todas.

Entenda o que é Tecnologia da Informação

Muito se ouve falar em Tecnologia da Informação e como essa área é imprescindível para qualquer empresa nos dias de hoje. Mas você sabe o que significa esse termo TI? Podemos dizer que é, basicamente, um conjunto de atividades para gerenciar as informações de qualquer organização.

A função de um profissional de TI envolve o trabalho com hardware, banco de dados, software, redes, entre outros. Ou seja, o tecnólogo vai usar todas essas ferramentas para produzir, armazenar e garantir a segurança das informações de uma empresa. Os profissionais podem atuar em diferentes segmentos, como:

  • administração: são os profissionais responsáveis por garantir o funcionamento dos sistemas de informação, os bancos de dados e as redes. São eles que administram os computadores;
  • desenvolvimento: nesse caso, os desenvolvedores criam as tecnologias. Eles são mais conhecidos como engenheiros e elaboram hardwares e softwares;
  • análise: vão atuar na avaliação dos dados de uma determinada empresa. São responsáveis por identificar falhas nos bancos de dados e, se for o caso, criar novos projetos;
  • usabilidade: conhecidos como users experience, eles são os designers que devem garantir que toda a informação seja enviada de forma clara e no momento correto para os usuários.

Dentro da Tecnologia da Informação, que pode ser considerada uma área mais genérica, há diferentes frentes de atuação e caminhos a serem seguidos — e um deles é a engenharia da computação. Por isso, é importante entender como funciona cada uma para você escolher a profissão que mais de encaixa no seu perfil profissional. Afinal, você não quer se frustrar no meio do curso e ter de começar tudo outra vez, não é mesmo? Então, vamos lá?

Engenharia da Computação

Esse curso é voltado para o planejamento e a construção de computadores, a criação de sistemas para integrar hardwares e softwares e para a produção de equipamentos, de máquinas e de produtos para os serviços de telecomunicação. Na faculdade, o estudante aprende matérias como:

  • Desenvolvimento de Software e aplicativos;
  • Inteligência Artificial;
  • Engenharia de Software;
  • Controle e Automação;
  • Eletrônica Digital;
  • Telecomunicação;
  • Organização de Hardware.

Os graduados nessa área serão mais conhecidos como desenvolvedores ou engenheiros. Por serem responsáveis pela criação de novas tecnologias, eles têm um leque de atuação que vai bem além da administração e do gerenciamento. Ao contrário dos outros dois cursos que vamos mostrar a seguir, ele é mais longo e tem, em média, cinco anos de duração.

Ele também tem algumas vantagens em relação ao outros por permitir uma extensa possibilidade de atuação. Isso acontece porque com a graduação em engenharia da computação, o profissional pode se registrar no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA).

Ciência da Computação

Se você optar por esse curso, vai aprender a desenvolver softwares, programas e aplicativos. Entre as funções desse segmento estão as de criar programas de informática, de manter as redes de computador em funcionamento e de garantir a conexão segura com a internet.

Durantes as aulas na faculdade, o aluno vai aprender linguagens básicas de programação, além dos algoritmos matemáticos para criar softwares e hardwares. Algumas matérias comuns a outros cursos serão estudadas, como a de análise de banco de dados, de segurança na rede, de criação de sistemas operacionais, entre outras. No entanto, não é tão amplo quando a engenharia de computação.

Sistema de Informação

Esse é um outro segmento dentro da área de Tecnologia da Informação. Nesse curso, o estudante vai aprender como fazer a administração dos sistemas computacionais desenvolvidos pelos graduados em Ciência da Computação ou pelos engenheiros de softwares.

O profissional vai ser o responsável por organizar, apoiar, armazenar e recuperar dados, entre outras funções. No curso, ele também vai aprender questões relacionadas à programação, como na Ciência da Computação, mas também matérias mais específicas sobre a administração e a gestão de negócios, fundamentais para qualquer organização corporativa.

Conheça as expectativas do mercado

O mercado de tecnologia avança cada vez mais no Brasil e no mundo. Sempre surgem novas demandas e vagas para profissionais qualificados. Para você ter uma ideia, o setor teve um crescimento de 7,7% no primeiro trimestre de 2017 em comparação com o mesmo período no ano anterior de acordo com pesquisa da Advance Consulting.

No segundo semestre, o número chegou a 8%. As projeções são ainda melhores para os próximos anos. Com isso, as perspectivas salariais também são muito boas, uma vez que os profissionais de TI são imprescindíveis em qualquer organização moderna.

Escolha a melhor instituição de ensino

São muitas as oportunidades em aberto, mas o mercado é bastante competitivo e o profissional dessa área precisa se destacar. Características pessoais, relações profissionais, além de um bom currículo, são fundamentais para conquistar o emprego que você sempre quis.

Para garantir uma educação de qualidade, no entanto, você deve procurar por uma faculdade que se preocupa com seus estudantes. É importante se atentar para algumas questões de escolher a melhor. Avalie a grade curricular, o quadro de professores, as parcerias com outras instituições, as oportunidades de estágio, entre outras características.

Também é preciso levar em conta algumas questões pessoais, como a disposição para o estudo, a distância de casa e, se for o caso, o preço das mensalidades. Somente assim, você terá uma educação de qualidade e sairá com um currículo forte para competir pelas melhores vagas do mercado de trabalho.

Independentemente do curso superior que você escolher, Engenharia da Computação, Ciência da Computação ou Tecnologia da Informação, o importante é fazer o que gosta e cursar uma graduação de qualidade, que lhe possibilitará ingressar preparado no mercado de trabalho. Imagine-se em 10 anos onde você quer estar. Lembre-se que é preciso olhar as oportunidades de atuação e os seus anseios.

Gostou deste post e das nossas dicas? Então, assine a nossa newsletter e receba mais conteúdo como este diretamente no seu e-mail!

Receba conteúdo em primeira mão!


Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário